Haddad diz que PIB positivo surpreendeu, reafirma previsão para 2023 e diz que BC ‘precisa fazer o trabalho dele’

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou nesta terça-feira (4) que o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre surpreendeu ao mostrar crescimento.

Ele também pediu ao Banco Central que siga “fazendo seu trabalho”, em uma alusão ao processo de corte da taxa básica de juros da economia.

Haddad está na Alemanha, junto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva – crítico de juros altos.

Haddad comenta resultado do PIB do 3° trimestre: ‘surpreendeu positivamente’

O Banco Central começou a reduzir a taxa básica da economia em agosto deste ano. Desde então, forem três cortes consecutivos, para 12,25% ao ano – o menor patamar desde maio de 2022. O mercado estima nova redução neste mês, para 11,75% ao ano.

O ministro reafirmou a estimativa, divulgada em novembro pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda, de que a economia vai crescer 3% neste ano. E também projetou uma expansão de 2,5% para a economia em 2024 – maior do que a projeção oficial da pasta, de 2,2%.

“Nós tivemos um PIB positivo, mas fraco, mas com os cortes nas taxas de juros, nós esperamos que neste ano nós fechemos o PIB em mais de 3% de crescimento e esperamos um crescimento na faixa de 2,5% no ano que vem. Mas o Banco Central precisa fazer o trabalho dele”, afirmou o ministro Fernando Haddad.

Mais cedo nesta terça-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o PIB do Brasil cresceu 0,1% no 3º trimestre de 2023. O resultado surpreendeu o mercado, que projetava uma retração de 0,2%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *